CPA – COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

 

Apresentação

O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) foi instituído pela lei federal nº 10.861, de 14 de abril de 2004 do Ministério da Educação. Em 1º de Setembro de 2004 o SINAES estabelece que cada Instituição de Ensino Superior (IES) deve criar a Comissão Própria de Avaliação (CPA) visando avaliar suas próprias necessidades de aperfeiçoamento.

 

O SINAES integra três modalidades principais de instrumentos de avaliação, aplicados em diferentes momentos:

 

1. Avaliação das Instituições de Educação Superior (AVALIES): Autoavaliação (CPA) & Avaliação Externa

2. Avaliação dos Cursos de Graduação (ACG)

3. Avaliação do Desempenho dos Estudantes (ENADE)

 

Para atender o disposto dessa lei acima, a Faculdade Boas Novas de Ciências Teológicas, Sociais e Biotecnológicas (FBNCSB), constituiu no ano de 2006, a CPA com as funções de coordenar e articular seu processo interno de avaliação. A CPA está cadastrada no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e está composta por representantes de todos os segmentos da comunidade acadêmica e da sociedade civil organizada. Ela atua com autonomia em relação a conselhos e demais órgãos colegiados existentes na instituição de educação superior.

 

Enquanto comissão a CPA é responsável pela autoavaliação da Instituição considerando, obrigatoriamente, dez dimensões institucionais:

 

1. Missão e plano de desenvolvimento institucional;

2. Política para o ensino, a pesquisa, e a extensão;

3. Responsabilidade social;

4. Comunicação com a sociedade;

5. Políticas de pessoal (Carreira, Condições de Trabalho);

6. Organização e gestão da instituição;

7. Infraestrutura física;

8. Planejamento e avaliação;

9. Políticas de atendimento aos estudantes e;

10. Sustentabilidade financeira.

 

O objetivo da autoavaliação é identificar as condições do ensino, da pesquisa, da extensão e da gestão, suas potencialidades e fragilidades. Os resultados do processo de autoavaliação, consolidados em um relatório, representam importante subsídio para que a instituição execute ações para corrigir as fragilidades e manter as potencialidades identificadas, com vistas à melhoria da sua qualidade.

Dessa forma, faz-se necessário que a comunidade acadêmica se envolva e se engaje, e acima de tudo, emita sua opinião sobre esse processo. A autoavaliação é um processo crítico e participativo. É assim que vamos conseguir uma Instituição dinâmica e inovadora. Fique atento à divulgação de nossas sessões de trabalhos e eventos, e compareça.

 

A CPA da Faculdade Boas Novas conta com a participação de representantes dos três segmentos da comunidade acadêmica e da sociedade civil organizada sendo composta pelos seguintes membros:

 

Coordenador: Daniel Barros de Lima
Representante do Corpo Docente: Meg Rocha Serra
Representante do Corpo Docente: Cledione Moura Ferreira
Representante do Corpo Discente: Fábio Vinicius Lessa Carvalho
Representante do Corpo Discente: Ana Lúcia Nogueira da Costa
Representante do Corpo Técnico-administrativo: Elda Maria de Lima Reis
Representante do Corpo Técnico-administrativo: Mauro Regis Machado de Vargas
Representante da Sociedade Civil Organizada: Daniel Silva de Souza
Representante da Sociedade Civil Organizada: Elienai da Silva de Souza

 

Prof. Me. Daniel Barros

Coordenador de CPA na FBN

Relatório de 2018

Relatório de 2017

Relatório de 2016

Relatório de 2015